Marcos Vinícius Gonçalves, paulistano, facilmente identificado pela alcunha de Markone, em 1995 só pensava em desenhar na rua, alastrar seu nome e divulgar sua arte com muita autênticidade.

Artista desde sempre, realizou inúmeros trabalhos comerciais envolvendo graffiti, live painting e ilustrações para renomadas bandas, marcas, empresas e quem mais quisesse ter a assinatura de um dos artistas mais concorridos em seu meio.

Tamanhas habilidades o fizeram ir “das paredes para as peles”; começou a tatuar em 2001, incentivado pela necessidade de ampliar os horizontes de sua arte.

Hoje colhe frutos dos mais de 16 anos de rabiscos pelas ruas e pelas peles de todo o mundo.